sábado, 12 de julho de 2014

[Filme] Álbum de família



Álbum de Família: Estas alegrias violentas, já dizia William Shakespeare, também hão de ter fins violentos



A indicação ao Globo de Ouro de Melhor Filme - Comédia/Musical para o filme "Álbum de Família" soa absurda. Não que magistral obra teatral adaptada não mereça prêmios, mas nesta categoria uma vitória não seria logicamente cabível. No filme inteiro há um único número musical, que por sinal é bruscamente interrompido, enquanto a comédia, se é que existe, é amarga, daquelas que nos faz rir para não chorar.

          
Mas estes são só alguns trunfos da obra, considerando que temos um elenco liderado por Meryl Streep, Julia Roberts e Ewan McGregor. A direção de John Wells tem a difícil tarefa de nos incluir num ambiente (bem) familiar onde todos, ou quase todos, já desistiram de se comunicar e dedicam-se a ataques alheios e auto-defesa. Há muitos temas sérios abordados na trama, tais como suicídio, pedofilia e incesto, mas todos eles são tratadas de forma muito sútil, de forma que nada soa forçado ou apelativo.

          
Além da fotografia opressiva, a maquiagem também chama muito atenção. Em Merly Streep, por exemplo, bem como o seu próprio papel, me fez lembrar a ultima personagem que lhe deu um Oscar, Margaret Thatcher, em "A Dama de Ferro". Alias, ambas personagens tem muitas peculiaridades: a personalidade difícil e as desilusões pós-luto, por exemplo. Ewan McGregor, por sua vez, entrega uma bela performance, mas ao findar da película, a lembrança mais marcante é da arrebatadora atuação de Julia Roberts. Fiquei realmente desapontado com sua derrota no Oscar.

          
De forma conjunta, "Álbum de Família" me lembrou "Deus da Carnificina", do Romam Polanski: é uma obra crua, selvagem e ao mesmo tempo muito disciplinada. Com o passar do tempo, este álbum de fotografias pode até empoeirar, mas sempre que for aberto e folheado, impressionará á muitos com seus retratos.



AVALIAÇÃO: Bom.



RECOMENDAÇÃO: Definitivamente um filme para adultos: Não possui nada explicito, mas além dos temas pesados, palavras de baixo escalão permeiam toda a trama.



0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Sua participação é muito importante para nós.

Navegue

Tecnologia do Blogger.

Receba as novidades

Seguidores

Translate

Google+

Releia

FanPage

Julliany está lendo:

VEP no Twitter