sexta-feira, 15 de agosto de 2014

[Resenha] O Guardião



Título: O Guardião
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 344
Nota: 4 estrelas
Sinopse: Quarenta dias após a morte de seu marido, Julie Barenson recebe uma encomenda deixada por ele. Dentro da caixa, encontra um filhote de cachorro dinamarquês e um bilhete no qual Jim promete que sempre cuidará dela. Quatro anos mais tarde, Julie já não pode depender apenas da companhia do fiel Singer, o filhotinho que se tornou um cachorro enorme e estabanado. Depois de tanto sofrimento, ela enfim está pronta para voltar a amar, mas seus primeiros encontros não são nada promissores. Até que surge Richard Franklin, um belo e sofisticado engenheiro que a trata como rainha. Julie está animada como havia muito tempo não sentia, mas, por alguma razão, não consegue compartilhar isso com Mike Harris, seu melhor amigo. Ele, por sua vez, é incapaz de esconder o ciúme que sente dela. Quando percebe que o desconforto diante de Mike é causado por um sentimento mais forte que a amizade, Julie se vê dividida entre esses dois homens, ela tem que tomar uma decisão. Só que não pode imaginar que, em vez de lhe trazer felicidade, essa escolha colocará sua vida em perigo. O Guardião contém tudo o que os leitores esperam de um romance de Nicholas Sparks, mas dessa vez ele se reinventa e acrescenta um novo ingrediente à trama: páginas e mais páginas de suspense. 

~~~~~~~~~~~~~~
Amo os livros do Nicholas!

Esse livro conta a história de Julie Barenson, cabelereira de Swansboro, como de costume na Carolina do Norte. Julie já passou por poucas e boas, até morou na rua por um tempo, até que Jim entrou em sua vida, lhe ajudou a arrumar emprego, acabaram se apaixonando e se casaram, algum tempo depois, um tumor lhe tira a vida e Julie fica viúva aos 25 anos. Uma noite, ela recebe uma caixa, deixada por Jim antes de sua morte, nela havia um cãozinho e uma carta, onde ele desejava que ela fosse feliz, que arrumasse um novo amor e que cuidasse e amasse o dog que ele iria ajudá-la.
Quatro anos depois, ela resolve seguir o conselho do seu falecido marido, começa a se abrir e a sair com alguns caras, depois de encontros estranhos, conheceu Richard Franklin, um engenheiro que estava trabalhando na cidade. Ele está encantado por ela, faz com que ela se sinta uma princesa.
Quem não gosta nem um pouco disso é Mike, ele havia sido melhor amigo de Jim, e nutre uma paixão por Julie (só ela que não percebe), mas não criou coragem ainda para dizer isso a ela, e está sempre tentando ajudá-la, sem pedir nada em troca (só que ela o note).
Com o passar do tempo e uma análise de sentimentos, ela percebe que Richard pode não ser tudo o que parece e que Mike pode representar mais do que ela admite, mas, vou te falar, essa percepção vira tudo de pernas para o ar.
Richard, aparentemente normal e fofo, fantasia uma relação entre os dois que não existe, ele começa a perseguir nossa protagonista, liga e não diz nada, fotografa ela e mesmo quando ele não está perto, ela se sente perseguida, não se sente segura nem dentro de casa. Ele é na verdade um sociopata, que não mede esforços para tê-la, e se livra de tudo e todos que esteja em seu caminho. Tem sempre artimanhas para ser visto como vítima, é ardiloso, calculista e estrategista. Um personagem minuciosamente construído.
Além de Julie, Mike e Richard, temos um personagem muito importante que eu não comentei ainda. Singer, o cãozinho deixado por Jim, sem dúvida um cachorro muito especial, gigante carinhoso e atencioso, temos Mabel, amiga e chefe de Julie e Andrea que é a colega de trabalho, são partes muito importantes da história. Henry e Emma, irmão e cunhada de Mike, são amigos de Julie também o papel deles é instigar o Mike a criar coragem. Temos a policial Jennifer, seu faro investigativo contou muitos pontos nessa histórias, e quando dizem que mulher tem o sexto sentido, ela está além, além de ser sensível e compreensiva.
A narração flui muito e é feita em terceira pessoa, por pontos de vista diferentes, entre Julie, Richard e Mike. Eu gosto de livros que são assim, pois não ficamos presos em uma cena e ao mesmo tempo, temos acesso aos pensamentos dos personagens. 
O foco desse livro, ao contrário dos outros, não é o romance, é o suspense e a ação, e um pouco policial também, uma mistura linda. Esse livro nos engana muito bem, quando começa, ele parece seguir o roteiro Sparkiano, mas do nada, para tudo: "surprise, peguei vocês haha".
Um equívoco do nosso autor, o título deveria ser no plural, não podemos negar que Singer foi um guardião sensacional, mas e Mike e o Jim? Foram esquecidos coitados. rs
Enfim galera, o final falta um pouco de emoção, mas vale sim a leitura, pra quem gosta de suspense e um romance é um boa pedida.


0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Sua participação é muito importante para nós.

Navegue

Tecnologia do Blogger.

Receba as novidades

Seguidores

Translate

Google+

Releia

FanPage

Julliany está lendo:

VEP no Twitter