domingo, 28 de setembro de 2014

[Filme] Um dia perfeito para casar



Um dia perfeito para casar: Superficial como a maioria dos casamentos


Nos últimos anos o gênero comédia romântica, essencialmente no cinema americano, tem se resumido a duas fórmulas: A das açucaradas adaptações de livros melosos á lá Nicholas Sparks onde sempre alguém morre no final ou a desesperadas, despudoradas e desastrosas cópias de American Pie, que por si só já é uma imensa catástrofe. Em meio a esse mercado desiludido, tudo o que sopra como um novo fôlego é bem vindo e este é o caso de ``Um dia perfeito para casar´´, dirigido e roteirizado por Donald Rice e lançado em 2012.

Com um roteiro que mistura leves toques dramáticos a comédia familiar, o diretor tentou levar a fita para linha ``filme de época´´, o que destoa as vezes, essencialmente pelo linguajar modesto dos personagens e pelos figurinos excessivamente cleans, como se tivessem acabado de sair e um catálogo recente da Vogue. O enredo também é deficiente: Sem ritmo, sem surpresas e um tanto ingênuo. Falta sal e profundidade.

Por outro lado, a entendiante melancolia das cenas dramáticas é compensada pela sempre deslumbrante fotografia: Trabalho requintado de iluminação, especialmente nas tomadas internas. Quem deixou a desejar foi o elenco que nada acrescenta a desconfortável atuação de Felicity Jones. Ao final do casório, o dia só é perfeito para a encantadora direção de arte, pois para o restante da equipe e para a maioria dos espectadores, a obra não passa de comédia romântica diferente, mas sem propósito.

AVALIAÇÃO: Regular

RECOMENDAÇÃO: Se você não tem muito conteúdo para atualizar suas redes sociais, assista a película com uma caderneta em mãos! Frases chavões como ``O tempo e a maré não esperam por ninguém´´ chuviscam por todo o filme.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Sua participação é muito importante para nós.

Navegue

Tecnologia do Blogger.

Receba as novidades

Seguidores

Translate

Google+

Releia

FanPage

Julliany está lendo:

VEP no Twitter