sábado, 8 de agosto de 2015

[Filme] Corações de Ferro



Corações de Ferro: Muito mais do do que um filme sobre americanos e nazistas em guerra


      Com roteiro e direção de David Ayer, o filme "Corações de Ferro"("Fury, 2014) possui como foco o terror que foi a Segunda Grande Guerra a partir do ponto de vista de fuzileiros de uma tripulação de tanques . Mas não se prender apenas a isso é o grande trunfo da obra, que entre outros temas, também discute de forma sútil o conflito da ética religiosa versus as necessidades da realidade, bem como a rápidas transformações e seus consequentes traumas que acometem indivíduos não devidamente preparados para determinados ambientes e profissões. Dotado de um realismo surpreendente, as vezes até excessivo, o filme retrata a brutalidade e a barbárie do conflito sem medo de chocar ou soar patriota.
      A questão do patriotismo aliás, causou muita polêmica na época de lançamento do filme e houve muita gente defendendo que o longa era mais um daqueles filmes onde "os americanos são os bonzinhos e os restante é tudo vilão". Bem, talvez seja mesmo, mas considerando que sempre na história os nazistas foram e serão tratados como "vilões" por motivos claros e no filme estes são os unicos inimigos dos americanos, não vejo motivo nem razão para tentar inverter os papéis. É claro que uma tentativa de apresentar os dois pontos de vista, como foi feito em "Cavalo de Guerra"(2012) seria bem interessante, mas sabiamente David optou por focar na dinâmica emocional do super grupo ao redor do qual orbita a película.
       Com um pelotão formado por sempre solicito Brad Pitt, pelo polêmico Shia LaBeulf e por Logan Lerman, um talentoso astro em ascensão, a nenhum diretor restaria duvidas quanto ao sucesso de sua empreitada. É certo que o treinamento de quatro semanas no Navy SEALs(Comando de Operações Especiais dos EUA), que incluiu a convivência dos protagonistas dentro de um minusculo tanque de guerra, como o utilizado no filme, surtiu satisfatório efeito. Afinal são as atuações precisas e honestas, todas imersas na cúmplice harmonia exigida, que fazem de "Corações de Ferro" muito mais do que um ordinário filme de guerra.
       Todos os elementos, desde da fotografia pesada, passando pelos figurinos e veículos detalhados e aos apurados efeitos sonoros, juntos, resultam numa obra de arte extrema e visceral, mas acima de tudo eficiente.

AVALIAÇÃO: Bom

RECOMENDAÇÃO: Repare que por grande parte das cenas se passarem apenas dentro de um pequeno tanque de guerra, aos poucos o clima do filme vai se oscilando de claustrofóbico a sufocador, o que torna o longa cada vez mais envolvente!

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Sua participação é muito importante para nós.

Navegue

Tecnologia do Blogger.

Receba as novidades

Seguidores

Translate

Google+

Releia

FanPage

Julliany está lendo:

VEP no Twitter